Saiba aqui como juntar dinheiro para se casar

De acordo com o Informe Global dos Casamentos 2023, realizado pelo The Knot, Hitched, Casamentos.com.br e seus parceiros, o custo médio para um casamento no Brasil, com 125 convidados, gira em torno de R$44 mil. Desse montante, pouco mais de 27% corresponde ao buffet, 20,6% ao aluguel do espaço e 13,5% são investidos em decoração.

Com esses custos em mente, é comum que muitos casais busquem alternativas para economizar dinheiro para o casamento e, posteriormente, conseguir realizar a cerimônia e a comemoração conforme desejado. Com isso em mente, apresentamos dicas que podem ajudar nesse processo.

5 dicas para juntar dinheiro para se casar

Imagem: KirylV / shutterstock.com

Quem deseja economizar para o casamento deve, antes de tudo, analisar os rendimentos e despesas mensais do casal, além de estabelecer um planejamento financeiro sólido. A seguir, veja algumas dicas que podem ajudar nas finanças de quem está se preparando para o casamento.

1. Identifique a renda e os gastos mensais

O primeiro passo é avaliar os rendimentos mensais do casal, considerando o salário líquido após os descontos como Imposto de Renda, INSS e empréstimos.

Em seguida, é importante identificar os gastos mensais fixos (contas de consumo, aluguel) e variáveis (viagens, festas).

Recomenda-se criar uma planilha para registrar os valores de entrada e saída, permitindo uma visão média dos recursos disponíveis para o casamento.

2. Faça o planejamento financeiro

A segunda dica complementa a primeira, pois o planejamento financeiro não apenas envolve compreender os rendimentos e gastos mensais, mas também identificar despesas reduzíveis ou elimináveis temporariamente. O objetivo é economizar de forma saudável para aumentar os recursos disponíveis para o casamento.

A disponibilidade de recursos financeiros permite pagamentos à vista ou oferecer uma entrada, reduzindo parcelas.

Dessa forma, recomenda-se substituir produtos ou serviços por opções mais econômicas ou cortá-los. Definir metas mensais de economia pode ajudar a organizar as finanças do casal de forma mais eficaz.

Como realizar o cálculo do salário líquido?

3. Quite as dívidas

Quitar dívidas é fundamental no planejamento financeiro do casal, liberando recursos e evitando o acúmulo de débitos decorrentes dos preparativos para o casamento.

Atentar-se aos juros e buscar opções de renegociação pode proporcionar melhores condições de pagamento.

4. Se possível, invista

O dinheiro economizado mensalmente através do planejamento financeiro pode ser direcionado para investimentos em produtos financeiros de renda fixa, que oferecem estabilidade e retorno.

Atualmente, no Brasil, as opções de investimento de renda fixa oferecem melhor rentabilidade em comparação com a poupança.

5. Considere o consórcio

Por fim, uma modalidade de crédito disponível no mercado que pode ajudar quem pretende casar é o consórcio de serviços.

Veja também:

Como morar e trabalhar nos Estados Unidos?

Ele permite contratar uma variedade de serviços relacionados ao casamento sem juros, pois funciona como um autofinanciamento coletivo, onde os participantes pagam mensalidades pré-determinadas que são utilizadas para conceder uma carta de crédito para aquisição dos serviços desejados à vista.

Imagem: KirylV / shutterstock.com

Relacionadas