Quais países falam português, além do Brasil?

Falantes do idioma português formam uma vasta comunidade ao redor do globo. Quando pensamos em países que falam nossa língua, Brasil e Portugal podem vir à mente imediatamente, mas você sabia que há mais nações com o português como língua oficial?

Isso mesmo, o português é o terceiro idioma mais falado no mundo ocidental, com cerca de 258 milhões de pessoas se comunicando através dele. Estabelecido para unificar e simplificar as regras ortográficas entre os países que compartilham este idioma, o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa representa um passo significativo para facilitar o diálogo e a integração entre esses países.

Esse esforço conjunto reflete não apenas na comunicação mas também em aspectos culturais e educacionais, transcendendo fronteiras geográficas.

Países que falam português

Imagem de um livro com a palavra português
Imagem: N.Savranska / shutterstock.com

O primeiro país da nossa lista obviamente não poderia ser outro senão Portugal. Considerado o berço do português, o idioma se originou a partir do latim introduzido pelos romanos durante a conquista da Península Ibérica.

Com a evolução linguística e a formação da nacionalidade portuguesa no século XII, o português ganhou identidade própria, dissociando-se do galego. Ademais, a presença do português na África reflete uma história de colonização que levou o idioma a países como Angola e Moçambique.

Veja também:

Quais profissões mais contratam pessoas com mais de 50 anos?

Em Angola, a língua se firmou com a chegada de portugueses no século XVI, e em Moçambique, apesar da colonização começar efetivamente depois, o português também se estabeleceu como língua oficial. Esses países compartilham uma rica diversidade cultural, e o português atua como um elemento unificador nas esferas oficiais e educacionais.

Outros países

  • Cabo Verde e Guiné-Bissau: Descoberto pelos portugueses no século XV, Cabo Verde teve o português como elemento unificador entre diversas etnias. Similarmente, a Guiné-Bissau viu a imposição do português nos âmbitos administrativo e educacional após a colonização;
  • São Tomé e Príncipe: Colonizado no século XV, o português tornou-se a língua de educação e oficial, enriquecendo o mosaico cultural com o crioulo forro;
  • Timor-Leste: Apesar da breve ocupação indonésia, após sua independência em 2002, Timor-Leste adotou o português e o tétum como línguas oficiais, refletindo o desejo de preservar sua herança linguística e cultural;
  • Guiné Equatorial: Como caso particular entre os países lusófonos, a Guiné Equatorial destaca-se por sua adoção recente do português. A língua foi introduzida em 2010 como parte de um esforço para integrar o país à Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A decisão visa a aproximação econômica e política, embora o uso do português ainda seja limitado a contextos oficiais e educacionais.

Imagem: NastyaSensei / pexels.com

Relacionadas