Minha Casa Minha Vida 2018: Como financiar imóvel faixa 1, 1,5, 2 e 3

Se uma das suas metas para 2018 é realizar o sonho da casa própria através de um financiamento imobiliário, você deve ficar atento às novas regras do Minha Casa Minha Vida 2018, que ampliou a renda máxima para os beneficiários das faixas do MCMV 1, 1,5, 2 e 3.

As novas regras do Minha Casa Minha Vida para 2018 não alteraram muito o programa, na verdade, elas ampliaram a quantidade de pessoas que podem serem beneficiadas. Isso porque agora, pessoas com a renda um pouco maior podem fazer parte do programa.

A faixa 1, por exemplo, passou a incluir pessoas que tem renda familiar de até R$1.800, enquanto antes a renda máxima para essa faixa era de até R$1.600 mil. E isso é muito bom para estas pessoas que foram incluídas, já que a faixa 1 do MCMV é a que mais recebe subsídios, além de não pagar juros.

Outra importante mudança foram os requisitos de infraestrutura dos imóveis. Agora, as unidades habitacionais precisam ser mais espaçosas e confortáveis, com pelo menos 2 metros quadrados a mais nas residências, além paredes e lajes com maior espessura.

Siga-nos nas redes sociais: FacebookInstagram e Twitter.

Leia também

Saiba se você tem direito ao saque de cotas do PIS ou Pasep em 2018.

Governo divulga calendário do Bolsa Família 2018 e novos valores, confira.

Quem não pode participar do Minha Casa Minha Vida

Pessoas que já foram beneficiadas por algum programa de habitação do governo não podem participar do MCMV. Também não pode quem já tem uma casa própria ou um financiamento imobiliário em seu nome.

A pessoa também precisa comprovar renda com carteira de trabalho e contracheque, e no caso de autônomos, é necessário apresentar o carnê do INSS.

Além disso, há critérios de renda, que você verá mais detalhadamente neste post.

Pessoas que estão com o incluso no SERASA ou no SPC pode participar do Minha Casa Minha Vida.

O que é o subsídio do Minha Casa Minha Vida

Para entender como funciona o Minha Casa Minha Vida, você precisa saber das regras, e elas incluem o subsídio imobiliário. Mas você sabe o que isso significa?

O Subsídio nada mais é do que uma ajuda do governo para as famílias conseguirem pagar seu imóvel ao banco. Mas ele não pode ser utilizado para o valor de entrada, ele é debitado do valor total do imóvel e vai ajudar a baratear suas prestações.

As famílias que são contempladas com o subsídio são aquelas com renda até R$ 6.500,00, e o valor muda conforme a renda e a situação familiar.

Bancos que estão no MCMV

A Caixa é o banco que organiza o MCMV, mas não é o único banco envolvido no programa. Embora a Caixa seja responsável pelos financiamentos da faixa 1, as outras faixas também podem utilizar o Banco do Brasil para realizar o financiamento.

Faixas do Programa Minha Casa Minha Vida

Para você participar do programa, é importante entender em qual das faixas você estará inserido.

Faixa 1 e 1,5

Faixa 1 – Famílias com renda de até R$ 1.800,00

A faixa 1 é a que traz o menor juro, podendo chegar a zero, e os maiores subsídios do governo.

O financiamento poderá ser dividido em até 120 meses, com prestações mensais que variam de R$ 80,00 a R$ 270,00, conforme a renda bruta familiar.

Além disso, a garantia do financiamento é o próprio imóvel adquirido.

A faixa 1 inclui imóveis de até R$ 98.000.

Faixa 1,5 – Famílias com renda de até R$ 2.600,00

Essa faixa intermediária foi desenvolvida para aquelas famílias que tem renda mensal maior do que R$ 1.800, mas menor do que R$ 2.600.

Ela tem taxas de juros de apenas 5% ao ano e até 30 anos para pagar e subsídios de até 45 mil reais.

A faixa 1,5 inclui imóveis de até R$ 135.000.

Faixas 2 e 3

As pessoas que querem comprar um imóvel em até 360 meses podem utilizar essas faixas. Além disso, as faixas do Minha Casa Minha Vida incluem imóveis novos ou na planta, terreno ou construção de casa.

Faixa 2 – Famílias com renda de até R$ 4.000,00

A faixa 2 contempla famílias com renda bruta de até R$ 4.000,00 e pode dar subsídios de até R$ 27.500,00 e juros de 5,5% a 7%.

A faixa 2 inclui imóveis de até R$ 225.000.

Faixa 3 – Famílias com renda de até R$ 7.000,00

A faixa 3 oferece taxas de juros menores do que as do mercado para as famílias com renda de até R$ 7.000, e não inclui subsídio do governo, mas os juros ainda são menores que os praticados pelo mercado: 8,16%.

A faixa 3 inclui imóveis de até R$ 225.000.

Faixas do Minha Casa Minha Vida 2018

faixas do minha casa minha vida 2018

Como Participar do Minha Casa Minha Vida 2018

O Minha Casa Minha Vida é um programa criado pelo Governo Federal e organizado pela Caixa Econômica Federal, que financia os imóveis.

Para conferir os imóveis que estão à venda na sua cidade e que se incluem nas regras do Programa Minha Casa Minha Vida, acesse o site abaixo e realize uma busca:

http://www1.caixa.gov.br

Passo 1

Insira seu estado, a cidade, e logo após, o bairro. Clique em “Próximo“.

mcmv

Passo 2

Agora, insira os dados sobre o imóvel que você deseja. Se quer uma busca mais ampla e com mais imóveis, você pode escolher a opção indiferente. Clique em “Próximo“.

mcmv

Passo 3

Agora você pode ver quais os imóveis estão à venda no bairro escolhido. Clique sobre eles para ver mais informações.

mcmv

Passo 4

Você pode agendar uma visita, incluir na sua lista ou demonstrar interesse enviando uma mensagem. Além disso, pode baixar os editais e anexos, aonde você poderá preencher a Proposta de Compra de Imóvel (veja abaixo).

mcmv

Proposta de Compra de Imóvel

Para você entrar na concorrência pelo imóvel, baixe o edital e anexos, imprima e preencha a Proposta de Compra de Imóvel e leve até uma agência da Caixa Econômica Federal ou na prefeitura de sua cidade.

Proposta de Compra de Imóvel

Esperamos ter ajudado você a entender melhor o programa. Compartilhe esse post para ajudar outras pessoas a entenderem mais sobre o Minha Casa Minha Vida e poderem participar também.