Globo volta a ter lucro bilionário após 2 anos de prejuízo operacional

Após enfrentar desafios significativos, incluindo dois anos consecutivos de prejuízos, a Rede Globo anuncia uma robusta recuperação com um lucro operacional estimado em R$ 1,1 bilhão no ano de 2023. Esta notícia marca o melhor desempenho financeiro da emissora desde 2018, demonstrando uma resiliência notável e uma capacidade de adaptação frente às adversidades dos últimos anos.

Contrastando com anos anteriores, como em 2021, onde a emissora registrou um prejuízo líquido histórico de R$ 174 milhões, 2023 apresenta-se como um ano de virada. Destaca-se que este lucro operacional reflete principalmente as receitas geradas pela atividade primária da empresa, excluindo-se outros fatores como ganhos com investimentos ou custos financeiros.

Como a Globo alcançou este marco?

O sucesso em 2023 vem após a venda da gravadora Som Livre no ano anterior, contribuindo para um resultado líquido positivo. Além disso, o anúncio pelo diretor-presidente Paulo Marinho, de que a empresa não apenas fechou o ano no azul, mas também com participação de lucros distribuída entre os funcionários, reforça o bom momento vivido pela emissora.

Logo da TV Globo
Imagem: Divulgação / Globo

Adicionalmente, Marinho revelou que a Globo encerrou o ano com receitas de R$ 15,16 bilhões e um caixa de R$ 14,2 bilhões, margens que, mesmo ajustadas pela inflação, indicam uma gestão eficaz ante o contexto econômico desafiador. Esses números refletem não apenas a resiliência da Globo diante de desafios econômicos, mas também sua capacidade de adaptação e inovação em um mercado em constante mudança

Quais são os planos da Globo para o futuro?

Vislumbrando 2024 como “um ano desafiador”, a Globo já esboça estratégias para assegurar a continuidade de seu crescimento. Entre as inovações previstas, destacam-se o desenvolvimento da TV 3.0, capaz de oferecer anúncios personalizados por meio de uma fusão entre a transmissão tradicional e a internet, prometendo revolucionar a interatividade com o telespectador.

Veja também:

Vivo faz seu primeiro teste de rede 5,5G no Brasil

A expansão para o mercado de e-commerce, especialmente com produtos relacionados a personagens de novelas, pode representar uma oportunidade estratégica significativa para a emissora. Além de aumentar a receita por meio da venda direta de produtos, essa abordagem permite uma maior interação com os fãs, fortalecendo o engajamento e a fidelidade à marca.

Imagem: Divulgação / Globo

Relacionadas