Descubra como é criado o número de um CPF

O Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) é um dos números mais importantes para os cidadãos brasileiros, sendo usado em diversas transações e interações com instituições governamentais e privadas. No entanto, poucos sabem como esse número é gerado e qual é a lógica por trás de sua estrutura.

Sob a responsabilidade da Receita Federal, o cadastro é gerido como uma base de dados contendo informações cadastrais dos contribuintes registrados. Cada indivíduo é autorizado a se inscrever somente uma vez, garantindo que o número do CPF seja exclusivo e duradouro para cada pessoa.

Onde consta a região fiscal de registro do CPF?

Portanto, o número do documento é constituído por onze dígitos decimais, organizados em três seções: ABC.DEF.GHI-JK. Os oito primeiros dígitos são fixados pela Receita Federal e constituem o número-base. Por sua vez, o nono dígito, indicado por I, determina a Região Fiscal da inscrição, que são numeradas de 1 a 9, além do 0, correspondendo a distintos estados. Confira:

Nono DígitoRegião Fiscal
1DF, GO, MS, MT e TO
2AC, AM, AP, PA, RO e RR
3CE, MA e PI
4AL, PB, PE, RN
5BA e SE
6MG
7ES e RJ
8SP
9PR e SC
0RS

Entenda o que são os dígitos verificadores

Já os dois dígitos após o traço são os dígitos verificadores (DV), e ambos validam os números anteriores. Esses dígitos verificadores são resultantes de cálculos matemáticos aplicados aos dígitos anteriores e servem para garantir a integridade do CPF.

Veja também:

6 itens que devem ser trocados com frequência no seu carro

Entretanto, a verificação dos DVs, embora essencial, por si só não é suficiente para confirmar a autenticidade de um CPF. Para tal, ainda é necessário consultar a base de dados da Receita Federal a fim de verificar se a sequência numérica está associada a uma pessoa.

Como consultar a base de dados da Receita Federal?

  1. Acesse o site oficial da Receita Federal do Brasil e clique em “Meu CPF”;
  2. Selecione a alternativa “Consultar CPF” e depois clique em “Iniciar”;
  3. Preencha os campos solicitados, data de nascimento e número do CPF;
  4. Complete os caracteres de verificação (captcha) para confirmar que você não é um robô.
  5. Clique em “Consultar”.

No entanto, o comprovante gerado pela Receita Federal não contém detalhes sobre a situação financeira, econômica ou fiscal da pessoa cujo CPF é associado. Em vez disso, o comprovante apenas verifica a situação de registro do CPF, confirmando se ele está ativo e regular.

Imagem: rafapress / Shutterstock.com

Relacionadas