Crítica: série Van Helsing da Netflix vale mesmo a pena assistir?

No dia 17 de dezembro de 2016, a Netflix incluiu no seu catálogo a série Van Helsing, que foi filmada no Canadá e estreou nos EUA em setembro de 2016, sendo primeiramente disponibilizada no canal Syfy da TV a cabo, e agora finalmente como Original Netflix.

Atenção: como trata-se de uma crítica contém alguns spoilers, então somente continue a leitura se considerar isso irrelevante.

Confira as novidades de hoje nos Lançamentos Netflix 15 de Fevereiro de 2017

Leia também:

Desventuras em Série – veja o vídeo dos bastidores da nova sensação da Netflix

Stranger Things: Crítica 1a Temporada – vale a pena assistir?

Hoje estreia Desventuras em Série e mais 8 novidades. Confira nos Lançamentos Netflix sexta-feira 13 de Janeiro de 2017.

Como surgiu o nome Van Helsing?

Abraham Van Helsing é um personagem do romance Drácula de Bram Stoker. Vários filmes basearam-se na história original, e criaram novas versões da história. Veja logo a seguir.

Drácula de Bram Stoker (1992)

O filme mais próximo da obra original é o ‘Drácula de Bram Stoker’, que mostra o professor Abraham Van Helsing, interpretado por Anthony Hopkins, que consegue destruir Drácula em uma grande aventura.

Van Helsing – o Caçador de Monstros (2004)

Este filme mostrou uma nova versão da história, e mudou o nome do personagem, que chamava-se Gabriel Van Helsing. No filme, Van Helsing (Hugh Jackman) enfrentava outros monstros, como Frankenstein e Lobisomem.

Série Van Helsing (2016)

Esta foi a última versão do personagem Van Helsing, de Bram Stoker. Dessa vez, a variação veio com Vanessa Van Helsing. A história é baseada na HQ Helsing da Zenescope Entertainment. Vamos começar pela sinopse, confira logo abaixo.

“Após acordar de um coma, Vanessa descobre que está sendo protegida de um apocalipse de vampiros pelo solitário Axel e que tem poderes um tanto estranhos.”

Criador: Neil LaBute

Elenco: Kelly Overton, Jonathan Scarfe, Christopher Heyerdahl, Paul Johansson, David Cubitt e Tim Guinee.

Crítica especializada: série Van Helsing

Rotten Tomatoes

No site Rotten Tomatoes, a avaliação dos críticos é muito boa, e atualmente está em 82%, entretanto, os espectadores não concordam, e a pontuação da audiência está em 51%.

IMDb

No IMDb, a série Van Helsing está com 5,7 na avaliação geral, e muitos usuários consideraram decepcionante, mudando completamente a história original.

Série Van Helsing da Netflix – enredo

A série Van Helsing mostra um mundo pós apocalíptico, tomado há três anos por vampiros que mais se parecem com zumbis, salvo exceções de vampiros com mais poderes, que exercem uma espécie de hierarquia entre eles. A história é bem bacana, e faz com que você crie afeição aos personagens à medida que os capítulos vão sendo assistidos.

Vanessa Van Helsing é a protagonista da série, e acorda de um coma que passou por três anos. Ela tem uma filha, e o seu objetivo é reencontrá-la. Vanessa é como se fosse uma versão espelhada de um vampiro. Se ela morder um vampiro, ou se o mesmo beber do seu sangue, ele torna-se humano. Por isso, ela é vista como uma ameaça aos vampiros, que segundo a história, ela teve vários antepassados com esse poder, mas ela é a última sobrevivente.

Além de vários humanos que participam da trama, existem três vilões que incomodam a heroína, como o mais poderoso de todos, o Dimitri, que juntamente com Roberta, possui um exército de soldados vampiros e humanos corruptos pelo sistema, que se aliaram aos vampiros vendendo informações. O que eles querem é criar uma nova versão de vampiros diurnos. Um dos empecilhos que encontram pela frente, é o fato de Roberta não poder engravidar, pois vampiros não podem ter filhos.

Outro grande vilão da primeira temporada é Julios, que é o líder dos vampiros da rua. Ele tem uma personalidade muito forte e é extremamente violento com os demais vampiros, e tem como rival o Dimitri.

Série Van Helsing – vale à pena assistir?

Embora que a série tenha seus pontos fortes, como uma boa trama e personagens fortes, peca em vários aspectos, e não me agradou 100%, pois eu aprecio bastante terror. Os primeiros três episódios são os mais fracos de todos, e acabam desanimando um pouco para continuar a assistir, mas eles contam a história para que você possa entender melhor. A medida que você vai assistindo, a série vai melhorando.

Entretanto, vampiros que mais se parecem com zumbis de ‘The Walking Dead’, efeitos especiais muito fracos, cenas de lutas paralizadas, vampiros góticos e mais fortes que a protagonista, entre outros aspectos, me fizeram não achar a série excelente.

Se você conhece a HQ da Zenescope, vai achar a série muito fraca, portanto, tente assistir como se fosse uma série sem relação nenhuma, e poderá até gostar.

Por fim, a série Van Helsing da Netflix, é algo completamente diferente do Van Helsing de Bram Stoker, apenas baseada na HQ da Zenescope, que traz um vampiro diferente do que conhecemos. A minha nota para a série é 6.0. Agora, cabe a você decidir se realmente vale à pena assistir ou não.

Ah, se você tiver críticas, comentários a respeito da nossa crítica, ou alguma informação relevante a acrescentar neste artigo, por favor, deixe seu comentário logo abaixo.

Agora, que tal seguir o nosso Twitter e curtir a nossa página no Facebook? Para você continuar acompanhando todos os nossos posts sobre séries, filmes e tecnologia em geral, diariamente, em suas redes sociais.

Se você tem alguma sugestão de post, dúvidas, críticas e elogios, nos envie um e-mail para contato@optclean.com.br. Queremos ouvir você, sua opinião é sempre muito importante para nós!

Via Netflix, Rotten Tomatoes, IMDb

SOBRE O AUTOR

Eduardo Mendes

Sou um entusiasta da tecnologia, que aprecia filmes e games. Domino a ferramenta Microsoft Excel em nível avançado e o que mais gosto de fazer é ler e escrever.

Ei! Comente e marque seus amigos