Calor altera o sabor da cerveja? Entenda

As mudanças climáticas que o mundo inteiro está enfrentando atualmente têm o potencial de causar complicações muito mais profundas do que imaginamos. Há muito tempo, estudiosos vêm discutindo as possíveis consequências do aumento do efeito estufa ao longo dos anos.

Essas alterações climáticas afetam diretamente os processos de produção em geral, e a indústria cervejeira não está imune a esses desafios. A colheita e as tradições de produção desta bebida amplamente apreciada estão enfrentando ameaças significativas.

Surpreendentemente, até mesmo o sabor da cerveja pode ser impactado por essas mudanças. Você sabia disso? Neste artigo, exploraremos em detalhes a relação entre a temperatura e o sabor da cerveja. Se deseja compreender melhor esse fenômeno e suas implicações, continue lendo este artigo.

Entenda como o calor pode mudar o sabor da cerveja

Na Europa, a indústria do lúpulo tem sido diretamente impactada pelas previsões de um clima mais seco e temperaturas mais elevadas. Como evidência disso, a colheita deste ano, que acaba de iniciar, já está prevista para ser abaixo da média, conforme indicado pela Associação de Produtores de Lúpulo da Alemanha.

Copos com cervejas de várias tonalidades
Imagem: Ground Picture / shutterstock.com

Nesse contexto, alguns profissionais do ramo desenvolveram há sete anos uma nova variedade de lúpulo, que é projetada para ser mais resistente à seca e altas temperaturas. Entretanto, o mudança na matéria prima alteraria também o sabor do produto.

O grande problema do novo sabor é que existe a ligeira possibilidade de que as pessoas não se interessem por ele. De acordo com Peter Hintermeier, diretor administrativo da BarthHaas, maior comerciante lúpulo do mundo, é que os cervejeiros e clientes estão relutantes contra novas variedades do produto.

Veja também:

5 alimentos deliciosos que correm o risco de serem EXTINTOS

Um problema com a infraestrutura

O aumento das temperaturas e a seca que afetam algumas áreas de cultivo têm tornando cada vez mais desafiado e dispendioso o processo de manutenção da matéria-prima da cerveja, exigindo um aumento significativo nos investimentos em irrigação das plantações.

O problema se agrava em unidades de cultivo situadas em regiões montanhosas, como os agricultores de Spalt, onde a escassez de água torna a irrigação ainda mais complicada.

Para enfrentar esse desafio, a intervenção governamental torna-se crucial, como demonstrado pelo exemplo da Baviera, na Alemanha, que comprometeu-se a investir 40 milhões de euros (aproximadamente R$ 200 milhões) para melhorar a infraestrutura da região.

Imagem: Alexas_fotos / pixabay.com

Relacionadas