Bolsa Família será pago com nova moeda? Entenda a situação

Este ano tem sido marcado por modificações no sistema do Bolsa Família. A mudança no comando do Governo Federal fez com que os beneficiários do programa tivessem que se adaptar às novas regras promovidas pela gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Após meses de alterações no programa, os cadastrados poderão, em breve, ter que lidar com mais uma mudança significativa: a adoção do real digital como forma de pagamento dos benefícios. A notícia foi confirmada recentemente por Maria Rita Serrano, presidente da Caixa. Na ocasião, a executiva explicou um pouco sobre como vai funcionar a implementação do novo modelo.

Caso você não saiba o que é o real digital, não se preocupe. Descubra a seguir, tudo sobre a nova moeda e todos os detalhes sobre as possíveis novidades no Bolsa Família.

O real digital

Esse recurso consiste em uma nova moeda que está sendo desenvolvida pelo Banco Central com o objetivo de sofisticar o sistema financeiro brasileiro, modernizando as transferências entre pessoas e organizações.

A ideia do BC com a iniciativa é proporcionar aos brasileiros maior agilidade, segurança e inclusão, de forma que o acesso a serviços financeiros se torne mais fácil, superando algumas barreiras, como, por exemplo, a necessidade de contas bancárias.

Contudo, o programa continua em fase de testes e o uso da criptomoeda é avaliado por especialistas e instituições financeiras renomadas. Ainda, a aprovação dessas autoridades é essencial para garantir que o sistema funcione em grande escala uma vez que for adotado.

Pagamento do Bolsa Família com real digital

À vista disso, a concessão dos benefícios do Bolsa Família estão entre as possíveis aplicações planejadas para o real digital. Os idealizadores do projeto acreditam que isso configuraria, inclusive, um grande marco para o cenário econômico do país.

Por enquanto, a iniciativa ainda não saiu do papel, mas já está sendo testada através de um projeto-piloto organizado pela Caixa Econômica Federal. A entidade anunciou recentemente a criação de um consórcio juntamente com a empresa Elo (bandeira de cartão) e a empresa de tecnologia mundialmente famosa, Microsoft. A ideia da parceria é testar o uso da criptomoeda no sistema do Bolsa Família.

No momento, cada etapa do processo de pagamento dos benefícios está sendo simulada e testada para identificar e corrigir possíveis inconsistências, com previsão de lançamento até o final de 2024.

Imagem: Adao / Shutterstock.com

Relacionadas